sábado, 30 de março de 2013

A Máfia azul leva troco ! .. e q troco

                                  

Resposta no Facebook  a  Miguel Sousa Tavares


 pelo Sr. Dr.  Rui Gomes da Silva



Ontem - n' A Bola TV - e hoje - n' A Bola - Miguel Sousa Tavares afirma - e cito: "Rui Gomes da Silva espirra ódio contra o FC Porto".


Para ser franco, tomo a afirmação como elogio.


Porque se ter ódio ... é insurgir-me contra o que ouvi, no "Apito Dourado", contra o que vejo fazer, aos árbitros, favorecendo, sempre, o clube dele e prejudicando, invariavelmente, o Benfica, então, sim, tenho ódio ...

Não ao Porto, mas a quem age como age!


Tenho, de facto, ódio à falsificação de resultados, aos "roubos" orquestrados, aos resultados preparados, aos castigos negociados e reduzidos, aos conselhos matrimoniais a árbitros nas vésperas de jogos, a árbitros que se enganam sempre no mesmo sentido (a favor dos dele e contra os meus), a "fruta" oferecida como prémio de arbitragens inacreditáveis, a ameaças físicas a quem ousa apitar sem falsear a verdade, a tudo o que acontece num Estádio que ele tanto gosta.

Ódio a tudo o que nos últimos anos foi acontecendo, contra a verdade desportiva, sim, tenho!

Porque não acredito que ele ache que "espirro ódio" porque quero - sempre - que o Porto perca (tal como ele, em relação ao Benfica, quando afirma "Não torço pelo Benfica em nenhuma ocasião").

Só não percebo a sua preocupação, sobre as minhas atitudes, quando afirma que - acha ele - "... causo danos terríveis ao Benfica".

Compreendo o recado, mas sinto que o desiludiria se lhe fizesse chegar as centenas de mensagens semanais de apoio, por aquilo que digo ... contra aquilo que ele diz gostar ...

Não estou onde estou - Caro Miguel - para agradar a quem quer que seja.

E muito menos a quem manda no seu clube ou na empresa ligada ao futebol que tenta manietar a liberdade no futuro das transmissões televisivas da 1ª Liga, em Portugal!

Estou onde estou para defender o que o meu Pai me ensinou, sobre o que deve ser o comportamento público de alguém que tem a responsabilidade - mesmo que não seja oficial - de defender o Benfica.

Contra tudo aquilo que eu sei que você condena, mas não pode dizer.

Tenho, nesse aspecto, também, mais sorte: é que, para além de ser do Benfica, sou livre de dizer o que penso, de falar contra o que ambos sabemos ser imoral (pelo menos para pessoas de bem, de acordo, com a definição de imoralidade de Kant).

Por isso, e apesar disso, ...


Não ao Porto, mas a quem age como age!
 

Tenho, de facto, ódio à falsificação de resultados, aos "roubos" orquestrados, aos resultados preparados, aos castigos negociados e reduzidos, aos conselhos matrimoniais a árbitros nas vésperas de jogos, a árbitros que se enganam sempre no mesmo sentido (a favor dos dele e contra os meus), a "fruta" oferecida como prémio de arbitragens inacreditáveis, a ameaças físicas a quem ousa apitar sem falsear a verdade, a tudo o que acontece num Estádio que ele tanto gosta.
 

Ódio a tudo o que nos últimos anos foi acontecendo, contra a verdade desportiva, sim, tenho!
 

Porque não acredito que ele ache que "espirro ódio" porque quero - sempre - que o Porto perca (tal como ele, em relação ao Benfica, quando afirma "Não torço pelo Benfica em nenhuma ocasião").
 

Só não percebo a sua preocupação, sobre as minhas atitudes, quando afirma que - acha ele - "... causo danos terríveis ao Benfica".
 

Compreendo o recado, mas sinto que o desiludiria se lhe fizesse chegar as centenas de mensagens semanais de apoio, por aquilo que digo ... contra aquilo que ele diz gostar ...
 

Não estou onde estou - Caro Miguel - para agradar a quem quer que seja.
 

E muito menos a quem manda no seu clube ou na empresa ligada ao futebol que tenta manietar a liberdade no futuro das transmissões televisivas da 1ª Liga, em Portugal!
 

Estou onde estou para defender o que o meu Pai me ensinou, sobre o que deve ser o comportamento público de alguém que tem a responsabilidade - mesmo que não seja oficial - de defender o Benfica.
 

Contra tudo aquilo que eu sei que você condena, mas não pode dizer.
 

Tenho, nesse aspecto, também, mais sorte: é que, para além de ser do Benfica, sou livre de dizer o que penso, de falar contra o que ambos sabemos ser imoral (pelo menos para pessoas de bem, de acordo, com a definição de imoralidade de Kant).
 

Por isso, e apesar disso, ...
 

Boa Páscoa!





Simplesmente arrasador !

um autentico hino ao desprezo pelos corruptos !

um texto, que e curto forte e grosso, com um escriba azul.!

Esse Senhor? É um autêntico energúmeno azul a viver na capital.!..


um desejo de boa Páscoa a todos

                 por karlos






 

quinta-feira, 14 de março de 2013

FORÇA GLORIOSO BENFICA SEMPREEEE

Eu acredito! Forçaaaaaaaaaaa GLORIOSOS.L. BENFICASEMPRE !!!!!!!!!!!
 
 
FORÇAAAAAAAAAAAAAAAAAA GLORIOSO SPORT LISBOA BENFIA
 
 
E Pluribus Unum  SEMPRE BENFICA..
 
...
 
 
 
 
O Benfica Glorioso vai chegar
 
Não importa o que digam,
Minha vida é seguir ao seu lado sempre .
Sua Historia é orgulho para o mundo e Portugal
Eu recito, não fico calado. Grito sempre .
Benficaaa ,Benficaaa, Benfica.
Benfica sempre Benfica sempre
 Vamos  meu BENFICASEMPRE .
vamos a mais uma luta hoje tem de ser para ganhar
FORÇA BENFICASEMPRE
 
FORÇA CAMPEÕES ,FORÇA CAMPEÕES
                                                  





Por: Karlos



estes textos do Anti-Benfica.com são uns poemas a verdade desportiva leiam- sff

O Manual      
                     


     2013-03-13 02:03:41                        
O Benfica será, provavelmente, um caso único no mundo. Em que outro país do mundo um clube é permanentemente atacado pela totalidade da sua comunicação social? Foi com este pensamento que, irritado, desliguei o televisor, mal o árbitro deu por terminada a partida frente ao Bordéus. Há quantos anos, eu, benfiquista, suporto isto? Isto, esta contínua e persistente manipulação daquilo que os meus olhos vêm. O esquema e a forma são sempre os mesmos, e estão minuciosamente descritos no Manual. O Manual que uns, supostos, profissionais, religiosamente consultam quando se preparam para fazer o relato, o comentário e a reportagem de um jogo que envolva o Benfica. O Manual foi-lhes entregue pelo Criador em pessoa. O Criador mete medo, mas ainda assim, aquele terá sido o momento mais marcante das suas vidas, o da sua entrega. Garantidas estavam as suas carreiras a quem o pusesse em prática. De forma sábia, com arte, muita lambidela e sempre de olhos no chão, vergados.
Há quantos anos, eu, benfiquista, me sento em frente ao televisor e me preparo para me sentir incomodado e ofendido na minha inteligência? Baixa o som, ouvi já bastas vezes, de benfiquistas, como eu, cansados de há anos. Pois eu digo-lhes precisamente o contrário. Aumentem o volume e compreendam tudo, tudo o que não tem apenas a ver com 90 minutos de futebol. Tem, também, a ver com o modo como cada um escolhe viver a sua vida. Sou do Benfica, escolhi andar de coluna direita, cabeça bem levantada. E isso me envaidece.
~


aquihttp://www.anti-benfica.com/__blog_artigo.php?id=6437

por karlos





Subserviências

               2013-03-14 00:33:28   



In Record, 15 de Fevereiro de 2006…
RECORD – Lembro-me que durante o mandato de José Roquete, você se revoltou com acordos que nunca ficaram esclarecidos, nomeadamente entre o Sporting e o FC Porto. Quer revelar pormenores em relação a isso?
JOÃO ROCHA – Havia um projecto com o FC Porto que era muito prejudicial para o Sporting. Era mesmo inqualificável. Insurgi-me num Conselho Leonino e numa assembleia geral. Era um projecto gravíssimo que só podia sair da cabeça de um indivíduo sem responsabilidades. José Roquette dizia que era um projecto válido, porque era a única maneira de Sporting e FC Porto estarem sempre representados na Liga dos Campeões.
RECORD – Vai concretizar ou continuar a guardar trunfos?
JOÃO ROCHA – Não digo mais nada sobre isso. Foi falado no Conselho Leonino e eu disse ao líder da AG para mandar calar sobre essa informação, que foi longe demais. Disse-lhe ainda que o resumo do acordo com o FC Porto devia ser gravado de tão grave que era, porque talvez fosse necessário que essa gravação viesse a ser pública na defesa dos interesses do Sporting e dos seus sócios. Não vejo o desporto assim.
Vá-se lá compreender a resistência de sportinguistas como Paulo Andrade em assumirem alianças Sporting-FC Porto que, por manifesta incompetência e ingenuidade dos dirigentes leoninos nas últimas décadas, conduziram a que o clube de Alvalade servisse de joguete nas mãos de Pinto da Costa e assim juntaram ao extenso rol de aberrações mais uns quantos tiros nos pés. Diga-se em abono da verdade que seguem todos o mesmo destino, uma vez servidos os propósitos portistas, reclamam à vez; Dias da Cunha e o «Sistema», Carlos Pereira e os «guardanapos», Manuel Damásio e as «traições», são tantos… Ao fim ao caso cada um se considerou em tempos especial, mérito seja reconhecido ao líder portista e sua entourage, capaz de fazer crer cândidos dirigentes que no seu caso era diferente.
Tanto se fala dos efeitos perversos do Projecto Roquette, porque não subscrever então as repercussões do mesmo em todas as suas vertentes, assumindo em primeira instância o sobreendividamento e delapidação do património sportinguista, os sistemáticos aproveitamentos pessoais de dirigentes, e por último a necessidade de camuflar as asneiras e golpadas cometidas, recorrendo para isso a acordos pecaminosos e de subserviência para com o emblema da Invicta?
Com subvalorizações e relativizações, em bicos de pés pese embora se tratem de contribuidores da derrocada porque pertenceram a Direcções anteriores e nada fizeram para inverter o rumo, conseguem a proeza de representarem na íntegra tudo o que de mal se passa por Alvalade. As palavras do mítico presidente leonino João Rocha não podiam deixar ninguém indiferente, mas infelizmente deixaram, fenómeno a que não foi alheio o período fantástico de sistemáticos segundos lugares atrás do FC Porto e na linha do (des)norte sportinguista… à frente do Benfica.
Incorramos ou não no risco de sermos indelicados – benfiquistas -, não me ocorre honestamente outro termo que não o da satelização do Sporting, vítima de alianças que em primeira instância sempre serviram os interesses portistas, cumulativamente entregando-se de livre vontade a um papel de subserviência. No trato, na convergência mediática para manietar a opinião pública, até no folclore de chamar «maçã podre» a um dos ex-símbolos de Alvalade para legitimar a venda de um activo que mais não constituiu do que uma abençoada bóia de salvação negociada em preço de saldos, esperneie-se ainda em tempo presente a respeito da falta de profissionalismo de alguém que já é capaz de jogar aos Domingos e à 4.ª Feira, seja qual for o caso afigura-se óbvio que o Sporting saiu lesado.
Não admitir, para além dos maus negócios, os pressupostos em que os mesmos foram feitos, é naturalmente mais um péssimo serviço prestado aos sportinguistas, os quais decerto não precisam de falácias para alimentar o seu já depauperado orgulho clubista. Diga-se pois que quanto menos se insistir no erro e mais cedo se admitirem falhas, impossíveis de resumir em exclusivo a meandros de gestão dado serem extensíveis a parcerias ruinosas e dirigentes pagos principescamente que desde sempre se serviram do clube em vez de o servir, mais rapidamente o Sporting poderá retomar o trilho do sucesso. Que será forçosamente sinuoso e difícil, é certo, mas terá de se alavancar com base na identificação de erros de um passado que importa não repetir. Ao fim ao cabo, pede-se o «grito de dignidade» que alguns tanto reclamam…
NDR 1: Talvez por ser um problema crónico, Miguel Sousa Tavares ainda não curou o seu transtorno obsessivo-compulsivo na vertente do encarnado. Como o próprio tão bem compreenderá por esta altura, a campanha perpetuada contra a Benfica TV redundou num enorme fracasso, sendo que as frases repetidas e gastas só ecoaram entre facciosos de igual monta. Já com o desespero a tomar conta de si, socorre-se de alegorias como a do semanário Expresso, orgão oficioso previlegiado em cada verão para o lançamento da época desportiva por parte dos responsáveis portistas, e no qual residem insuspeitos como António Tavares-Teles. Como sempre, os cães ladram e a caravana passa…


NDR 2: Já que falamos em obsessões, parece que a era do nacionalismo exacerbado perdeu fulgor nos últimos tempos. O que de facto se lamenta, até porque deste modo o facto do FC Porto não ter feito alinhar um português de início ante o Estoril passa despercebido…
NDR 3: Agora foi a vez do pai de Manuel da Costa falar dos dotes teatrais de Candeias…
NDR 4: Que nervosismo anda pela secção de Futsal do Sporting?
NDR 5: E mais 7.650 euros para pagar por comportamento incorrecto do público…

aqui: http://www.anti-benfica.com/__blog_artigo.php?id=6441


não se passa nada !

por : karlos


 

quinta-feira, 7 de março de 2013

Forçaaaaaaaaaaaaaa Benficaaaaaa Sempre

HOJE JOGA O MEU GLORIOSO  
 
 
FORÇAAAAA BENFICAAAAAAAAAA SEMPREEEEEE
 


           FORÇAAAAAAAAAAAAAAA JORGE JESUS  FORÇA

CONTRA  TUDO E CONTRA TODOS



Hoje o glorioso SLB vai cilindrar o Bordéus
Na verdade, o Bordéus é uma equipa frágil.
Para estes tipos a solução é o Benfica cair-lhe em cima.
Com força. Com determinação. Com querer. Com raça!
Se o Benfica atacar em força, confiando em si, o Bordéus será cilindrado.
 













Forçaaaaaaaaaaaaaa Benficaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa





      todos a  gritar   Benficaaaaaa ....... Benficaaaaaaa





 ESTAMOS CONVOSCO  SEMPRE VAMOS A VITORIA BENFICA SEMPRE







A voz incómoda do presidente do S. L. Benfica   fez estragos






 mas que excelente texto  do Anti Benfica.COM




Inquietações-II

                                        7 de Março de 2013                  



Surpresa seria se depois das declarações do presidente encarnado sobre o já tão popularizado perdão da dívida leonina não surgissem Velhos do Restelo a distorcer o sentido das suas palavras e o objectivo para que as mesmas apontaram. Provavelmente terão sido os mesmos que não há muito tempo se ergueram furibundos quando alguns se atreveram a sugerir que, a exemplo da Grécia, as entidades credoras internacionais deveriam fazer o mesmo em relação a parte da dívida portuguesa. Não se estranha e já estamos habituado a estas flutuações de pensamento que, afinal confirmam que só os burros não mudam de opinião…

Que alguns sportinguistas mais conhecidos andam em estado de desespero e crispação não é novidade para ninguém. Compreende-se dado o presente estado da nação leonina e sobretudo as perspectivas no futuro imediato do grande clube de Alvalade. Nos últimos dias de supetão, foi a suprema descoberta que afinal o FC Porto era sempre beneficiado pelo Sistema, que havia dirigentes do Benfica que eram garotos, e que Luís Filipe Vieira tem um problema de relacionamento com o Sporting. Foi, de facto, o três em um…

Terão sido aliás essas conjugações anormais de circunstâncias anti-Sporting que deram origem à subalternidade assumida perante o FC Porto e às péssimas gestões desportivas e financeiras da última década, as grandes causadoras de todos os males no reino do leão. E se procurarmos bem, com um pouco de boa vontade, até encontraremos a justificação para que exista um défice mensal constante que necessita de ser coberto pela banca e, quiçá, para 10º lugar que a equipa de futebol presentemente ocupa. Quando se olha mais para o vizinho do lado do que para a nossa própria casa, acontecem estas coisas estranhas

Com a inesperada dádiva que de repente lhe pode vir a cair no regaço legitimando assim sucessivas Direcções manifestamente incompetentes, é óbvio que os sportinguistas com o apoio moral explícito de alguns portistas se encarnicem na defesa da sua dama, ao mesmo tempo que tentam influenciar a opinião pública com o facto de não competir ao presidente do Benfica alertar para uma situação que pode vir a ter sérias repercussões, com a justificação de que não tem nada com isso e só o faz por conviver mal com o Sporting. Ontem abordámos essa questão e voltamos a reafirmar que tem toda a legitimidade de o fazer face a todas as componentes que lhe deram origem.

Para cima da mesa foram lançadas as palavras reestruturação e perdão como sendo rigorosamente a mesma coisa, com o intuito de confundir a opinião pública menos familiarizada com este tipo de situações. Percebemos a intenção e os sportinguistas tentam jogar com os trunfos que têm. Nesse capítulo pode-se chamar e interpretar tudo aquilo que concorra para a consumação dos objectivos que afinal eram bem-vindos; passar a dever menos sem pagar. Mas, na sua essência, têm significados e objectivos assaz diferentes. Vamos então por aí para ver se nos aproximamos da mesma linguagem.

Se subjacente aos rumores está a restruturação da dívida leonina com renegociação das margens, prazos e formas de pagamento, pode-se enquadrar essa acção numa reestruturação pura e isso, como dizem, respeita apenas às partes envolvidas. Isso já aconteceu com os outros clubes que negociaram o Project Finance com a banca que também tentaram obter as melhores condições. Mas se ao invés a reestruturação engloba um perdão ainda que parcial da dívida, aí já extravasa o âmbito de uma normal reestruturação e passa a dizer respeito também aos outros clubes que, ainda que com dificuldades, cumpriram as suas obrigações em casos similares e, no fundo, a todos os portugueses que viram um dos bancos envolvido recorrer à linha de crédito do Estado para poder cumprir os rácios impostos. É uma questão de justiça e de equidade, não falando sequer da conjuntura difícil que atravessamos.

É evidente que noutros países onde existe maior racionalidade na discussão da coisa desportiva seria porventura possível encontrar soluções que não levantassem grandes contestações. Mas em Portugal o desportivismo e a rivalidade fazem parte do passado e como tal, é praticamente impossível que situações deste tipo não atinjam proporções indesejáveis. Dispensamo-nos de focar casos que são do conhecimento geral, mas o Sporting não pode reinvidicar para si uma moral que não tem. Quando o Benfica atravessou uma situação com contornos muito idênticos, é impossível não recordar os raides que o Presidente leonino da altura – José Sousa Cintra –, fez para desviar jogadores do então debilitado Benfica.

A continuar esta tendência de agravamento a que os clubes obviamente não poderão fugir, terá que haver entendimento nas questões essenciais e que obedecerá a acções conjuntas nos pontos essenciais e não a individualismos que, por mais meritórios que sejam, tenderão sempre a ser menos eficazes. E isso obriga a que alguns clubes, nomeadamente o Sporting, tenham que repensar a sua postura e a sua acção. No fundo e isso já existe desde os primórdios da humanidade, o que interessa é a inteligência e a competência, aparte o nível de escolaridade dos intervenientes do processo. O Benfica, desde a sua fundação, habituou-se a ser dirigido por gente do povo que fala a linguagem do povo e até hoje tem-se dado bem. Nos últimos tempos, por curiosa coincidência, quando quis variar foi o caos que se viu. Já o mesmo não poderá dizer o Sporting que quase sempre dirigido por gente de linhagem e com altos níveis intelectuais e de gestão conduziram o histórico Sporting às ruas da amargura…              


aqui: http://www.anti-benfica.com/artigos-opiniao/artigosopiniao-artigo.php?id=132


 Hoje no reco reco um grunho advogado verme verde!. vomita odio ,contra o lfv .porque será

por: karlos

ATE OS ANTI BENFICA DIZEM






                                                   

“Quem esquece o passado está condenado a repeti-lo”.

 
Testemunho do Porto

Não sou adepto de nenhum clube!!! Para começar!

Falando do F.C.P, nasci e sempre vivi nesta cidade! O que por aqui vejo é inacreditável!

A claque dos super dragões liderada pelo Fernando Madureira é uma autêntica quadrilha organizada que até tem um advogado Nelson Sousa que faz parte da mesma! Claque esta, que tem negócios de tráfico de droga, mulheres, sim mulheres para trabalhar nas próprias casas de alterne deles! Roubam, ameaçam, matam, vende droga, traficam mulheres! Isto tudo é do conhecimento da PJ do Porto há muito tempo! E porquê a PJ do Porto não investiga isto tudo??? Muito simples, para não se investigarem a eles próprios!!! A própria policia aqui está controlada por estes mafiosos!Portanto vêm um líder da claque que sai sempre impune em qualquer tribunal e mais os seus capachos e o advogado Nelson Sousa, que é outro MAFIOSO DOS GRANDES, cujo o mesmo ajuda no tráfico de lenocínio de mulheres vindas do Brasil!Justiça??? Para quando!!! Andam todos de Porsche, à custa dos desgraçados da droga e das mulheres que para eles trabalham na base da escravidão!



Bordoada entre andrades

A fonte é um "jornalista" de uma rádio local de Barcelos que tem acesso às instalações do estádio. Já não é a primeira vez que se fala de mal-estar entre o plantel e o treinador. Acho que é visivel.
O primeiro treino pós-Barcelos foi atrasado cerca de uma hora e Vitor Pereira saiu sozinho com os jogadores a entrarem e a cumprimentarem um a um o técnico à frente da comunicação social.



Relativamente ao Antero já me tinham chamado a atenção para o seu "low-profile" este ano ao contrário do ano passado. Se virmos as imagens do jogo de Barcelos com atenção apenas a equipa técnica e o médico se atiram ao Paixão nos lances polémicos. Antero nem por isso. Será que ficou também chateado pela sua transferência para o Chelsea (a pedido de AVB) ter sido recusada pela SAD?




Ontem contaram-me o que se passou. 



Após o jogo de Barcelos o balneário pegou fogo quando se aperceberam das declarações de Vítor Pereira ao acusar e bem, na minha opinião, a falta de vontade da equipa em ganhar o jogo e lutar pelo título. As coisas aqueceram bastante e foi o presidente, no balneário, que que conseguiu conter o "motim"



Após as coisas terem acalmado no balneário, os jogadores foram brindados por uma chuva de insultos no acesso ao autocarro e alguns deles (cebola, palito e otamendi) perderam mesmo a cabeça. Mais um vez o presidente apagou o fogo ao pedir aos chefes das claques para abandonarem o local. A coisa esteve mesmo complicada.





De acordo com as minhas fontes, a situação é esta: Vítor Pereira apenas tem o apoio do presidente já que os restantes elementos da SAD, do departamento de futebol (Antero Henrique à cabeça) e o plantel estão contra o treinador. A ser verdade a situação é muito grave.





O Portimonense

O Presidente do Portimonense João Sintra, referiu-se a algumas razões de queixa em relação aos árbitros suspeitos no Apito Dourado, referindo um deles.

“Teve a coragem de dizer aos nossos jogadores que não valia a pena correrem porque não tinham hipótese de ganhar o jogo”. No entanto recusou-se a referir o nome do árbitro “para evitar outro processo disciplinar e que o Portimoense continue a ser prejudicado de forma a descer de divisão por dizer a verdade, como aconteceu o ano passado”.

João Sintra continuou, “A partir do momento em que continuam a utilizar árbitros para ganhar jogos, o futebol português é uma mentira, a Liga de Honra é uma mentira e a própria Liga é uma autêntica mentira!”.
 (Em O Jogo).









TAVARES-TELES e o Pato

Inventando um possível boicote de Deco à Selecção, presidente e jornalista arquitectam plano para reduzir castigo de 3 jogos aplicado ao médio.

A leitura da gravação da conversa tuteada entre Pinto da Costa e Tavares-Teles revela claramente que o texto-notícia em causa,para além de ter sido combinado entre os dois, era totalmente falso e destinava-se a chantagear os juristas da Comissão Disciplinar da Liga e o Consleho Superior de Justiça da FPF, se o caso subisse a esta instância.

1ª Cena 
- COMO PINTO DA COSTA E TAVARES TELES MONTAM UMA CHANTAGEM 
.


PC - Estou? 


TT - Sim, Jorge Nuno?

PC - Então?

TT - Então? Olha pá, eu... eu já escrevi aquela história do... Deco...ó pá, aquilo...o Manuel Tavares estava.., a querer pôr aquilo.., em grande destaque, pá!

PC - Não, não! Não ponhas porque... isso, não. Não ponhas nada. Não ponhas...

TT - Não...

PC - Tem mais impacto aí do que...

TT - Pronto! Ouve lá, e... e... entretanto o Porto vai jogar e os gajos (os jornalistas) vão perguntar ao Deco! O Deco o que é que vai dizer?

PC - Ó pá, o Deco vai dizer que está a pensar! 
TT- Oue está a pensar, não é? 


PC - É! 
  TT- Está...o gajo é maluco o suficiente para dizer que não..., que não é nada, que é tudo mentira...

PC - Pois..., mas não, eu falo com o Antero e ele avisa! 


TT - Fala ... fala com ele, a dizer que lhe vão perguntar! 
 PC – OK!

TT - Está bom? 
PC - Está bem! 


TT - Pronto! PC -Está 


TT - Um abração! Está...
 PC - Um abraço! 


TT - Tem aqui coisas muito giras. Lê isto, amanhã, que tem aqui coisas muito giras! 
 PC – OK! OK!



Nesta cena, o director-geral da SAD, Antero Henriques (AH), acaba de ler em "O Pato” a notícia/comentário de Tavares Teles sobre o alegado pedido de escusa da Selecão Nacional (e da respectiva participação no Europeu), "formulado " por Deco, por se sentir ofendido com o castigo de 3 jogos que lhe fora aplicado e sobre os termos usados pelos próprios membros da Comissão Disciplinar da Liga sobre o incidente. Na verdade, não era caso para tanto barulho - Deco apenas agredira o árbitro com uma bota.
O eficiente director da SAD portista rebola-se a rir e não resiste a telefonar a Pinto da Costa. É uma cena lapidar:

Personagens: 
AH - Antero Henriques, director-geral da SAD do

FCPorto: 


PC - Presidente da SAD e do FCPorto

PC - Sim? 


AH - Presidente, bom dia.

PC - Então?

AH - Esta do "Pato" sobre o Deco... vou-lhe dizer uma coisa, pá.

Eu já sabia que o Presidente era um génio, mas esta, foda-

se!

PC - Como é que vem ?

AH - Vem espectacular

PC - Como é que está ?


AH - Acho que uma chantagem fantástica!

PC - Como é que está ?


AH - (passando a ler) "Por aquilo que "O Pato" sabe, pode rebentar, muito em breve uma bomba... dos diabos! Deco, ofendido com os termos que a Comissão Disciplinar da Liga utilizou para qualificar o seu comportamento no já famoso caso da bota - entre outras coisas, "comportamento indigno e intimidatório", consabidamente descabelado e indisciplinado, com redobrado intento de desonrar, desprestigiar e fazer ver ao árbitro do que era capaz - parece estar na disposição de pedir escusa da Selecção Nacional pelo menos enquanto a dita Comissão Disciplinar não se retractar daquilo que ele considera ser um atentado ao seu nome, pelo que  Scolari pode ter que reduzir o número de jogadores que fazem parte da sua primeira selecção de vinte e oito para vinte e sete."


PC - Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!


AH - Espectáculo, pá!


PC - E o que é que traz mais?


AH - Espectacular, Presidente! Espectacular, pá Está Presidente?


PC - OK!


AH – Então até logo, até logo!









aqui: www.pulpuscorruptus.blogspot.com




   

   

 


O Boavista e o FC Porto encontram-se, para mais um jogo das modalidades amadoras. Os axadrezados derrotam os portistas, por 3-2, mas o jogo é repetido. Porquê? Um jogo de futsal põe em confronto dois clubes da cidade invicta. O Boavista recebe o FC Porto, no campeonato organizado pela Paralisia Cerebral  - Associação Nacional de Desporto (PCAND).

O Boavista vence por 3-2, mas o jogo é anulado, porque o FC Porto tem um jogador mal inscrito. Ou seja, o clube que apresenta jogadores mal inscritos acaba por ter uma segunda oportunidade de vencer uma partida. Assim, se o caso fizer jurisprudência, nada melhor do que inscrever um jogador de forma incorrecta, disputar uma partida e, se o resultado não agradar, denuncia-se a ilegalidade...

O jogo acabou por ser repetido. Pesquisámos e encontramos o novo resultado final. O FC Porto venceu por 2-0... O que fica para a história é que um clube cumpriu todos os requisitos, venceu, mas acabou por perder na secretaria os pontos, porque o adversário não estava ao abrigo das regras. Pagou o justo pelo pecador.

Testemunho

Manuel Boto aproveitou para deixar uma farpa ao FC Porto pela contratação de Mangala e Defour. “Estou surpreendido pela sua recusa de ir para o Valência”, disse, explicando: “Há poucos dias estava com o Presidente do Valência e este recebeu uma mensagem de um dirigente do Standard a dizer que tinham sido obrigados a negociar com o FCPorto”. E ainda sobre o negócio, atirou: “Todos sabemos bem por que razão esses dois jogadores vão para o FCPorto”.

Pierre François, director do Standard Liége, diz à imprensa do seu país que não entendeu a nega de Mangala ao Valência, quer desportiva quer financeiramente.


Aqui_ www.pulpuscorruptus.blogspot.com

Por : antiporkos